.

.



Cuidado, el Francocaricaturizador Eduardo P.L desde Brasil con la exactitud de su habilidad artística está capturando víctimas sin importar su actividad, nacionalidad, raza, ni sexo, y las pone como trofeos en su "VITIMA DA QUINTA". Yo también caí allí. Para que lo conozcan más visiten BLOG UMBIGO. Un saludo a Eduardo desde este espacio.
PEPE SANMARTÍN
"Fiquem tranquilos os poderosos que têm medo de nós: nenhum humorista atira pra matar". Millôr
A palavra caricatura tem origem do idioma italiano caricare, cujo significado é aumentar as proporções. A caricatura está intimamente ligada com o exagero. Um desenho de uma pessoa feito de forma irreal - distorcendo determinadas características físicas - é um desenho caricato.

"O Eduardo é um assassino que "conquista" as Vítimas! Ele "des-tra-ça" cada detalhe como um "Jack o traçador". TONHOLIVEIRA

***
Paulo Henrique Giazzi Nassri - PH pelo traço do artista , os cirurgiões do grafite e nanquim . Lunardelli adorei !
*****
MIGUEL LOUREIRO : Mas é preciso ser má-língua, cínico e malvado, para se "destruir" algumas figuras que o espelho lhes diz que são perfeitas... E essa é que é a graça, que a maioria das mulheres não gosta (das delas).
Visite BLOG UMBIGO, com outras CARICATURAS

***

Desde Fevereiro de 2008, e mais de 704
caricaturas de quinta categoria...
& + de 252
SEGUIDORES....


Seguidores

Follow by Email

DESCUBRA OUTRAS VÍTIMAS

TRADUTOR

sexta-feira, 4 de junho de 2010

118º Laudo da Vítima

 Acertou quem disse José Jaime Rocha, do blog Cafofo do vovô 
Cuidado, você poderá ser o próximo!

3 comentários:

José Jaime disse...

Vítima
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
O termo vítima vem do latim victimia e victus, vencido, dominado. No sentido originário, vítima era a pessoa ou animal sacrificado aos deuses no paganismo. Atualmente, a palavra vítima se estende por vários sentidos. No sentido geral, vítima é a pessoa que sofre os resultados infelizes dos próprios atos, dos de outrem ou do acaso.
No sentido jurídico
No sentido jurídico-geral, vítima é aquele que sofre diretamente a ofensa ou ameaça ao bem tutelado pelo direito (honra, vida, liberdade, por exemplo).
• No sentido jurídico-penal-restrito, vítima é a designação do indivíduo que sofre diretamente as conseqüências da violação das leis penais.
• No sentido jurídico-penal-amplo, vítima abrange o indivíduo e a sociedade que sofrem diretamente as consequências dos crimes.

Como acho que nada do escrito acima cabe a minha pessoa sinto-me NÃO VITIMA , mas sim PRIVILEGIADO, pois ser caricaturado por um artista como você é um prazer e uma honra.
Agradeço sua carinho e gentileza e tenha certeza que esta caricatura será muito usada a partir desse momento.
Confesso que só me senti vítima quando visitei o blog, ví a caricatura e não pude manifestar, fiquei apenas acompanhando o desenrolar dos palpites. Foi muito divertido.
Mais uma vez o meu agradecimento, com um forte abraço.
José Jaime

Georgia disse...

Bom dia Edu, e eu nao pude voltar ontem. Tivemos visita e a útima saiu quase meia noite, rs.

Prabéns pel Vitima que nao é vítima e sim privilegiado como a vítima mesmo escreveu.

Um abraco e até a próxima quinta, rs.

João Menéres disse...

Como viram o José Jaime gosta mesmo de partilhar tudo.
Até os conhecimentos "termais" (rsrsrs...).
Parabéns ao ASSASSINO e à VÍTIMA ELEITA !

ÚLTIMAS 25 VÍTIMAS

Arquivo do blog

O PODER DA CARICATURA

A caricatura é o meio mais poderoso de desacreditar, no espírito do povo, os maus governos. É o mais rude castigo que se pode inflingir à sua injustiça e à sua baixeza. A caricatura faz mais que torná-los odiosos, torna-os desprezíveis: assim veja-se como a temem e como a vigiam. Nada que os comediantes da cena política tanto temam como o lápis da caricatura... Podem dizer às vezes que os seus admiráveis desenhos deram insónias aos homens de estado...Eça de Queiróslink
..."A falta de senso de humor é o último sinal de decadência de uma civilização. Um povo que não ri está a um passo do fim. É, o fim está BEM próximo."
BRANCO LEONE

"Caricaturar, caro Edu,
Não é crime tão atroz
Tal é a cumplicidade
Entre vítima e algoz."
PAULO SETUBAL


byTONHO disse...



O JC merece um "es-quar-te-ja-men-to"
lento e detalhado,
de frente, de dentro e de lado,
no teu traçado
meu caro Eduardo!


Abração!
:)

18 de fevereiro de 2011

José Carlos Brandão deixou um novo comentário sobre a sua postagem "161ª VÍTIMA DA QUINTA":

Nunca sou quem sou,
meu caro Eduardo,
se me olho no espelho,
mas em teus traços ardo
como no deserto um cardo.

Eu que sempre fui réu
e vítima do mundo,
me consolo no espelho
do teu desenho fiel
e infiel como a vida.

Um abraço amigo
da vítima da quinta.

Postado por José Carlos Brandão
31/03/2011


Quem sou eu

Minha foto
e-mail:eduardo.cimitan@gmail.com

Site Meter