.

.



Cuidado, el Francocaricaturizador Eduardo P.L desde Brasil con la exactitud de su habilidad artística está capturando víctimas sin importar su actividad, nacionalidad, raza, ni sexo, y las pone como trofeos en su "VITIMA DA QUINTA". Yo también caí allí. Para que lo conozcan más visiten BLOG UMBIGO. Un saludo a Eduardo desde este espacio.
PEPE SANMARTÍN
"Fiquem tranquilos os poderosos que têm medo de nós: nenhum humorista atira pra matar". Millôr
A palavra caricatura tem origem do idioma italiano caricare, cujo significado é aumentar as proporções. A caricatura está intimamente ligada com o exagero. Um desenho de uma pessoa feito de forma irreal - distorcendo determinadas características físicas - é um desenho caricato.

"O Eduardo é um assassino que "conquista" as Vítimas! Ele "des-tra-ça" cada detalhe como um "Jack o traçador". TONHOLIVEIRA

***
Paulo Henrique Giazzi Nassri - PH pelo traço do artista , os cirurgiões do grafite e nanquim . Lunardelli adorei !
*****
MIGUEL LOUREIRO : Mas é preciso ser má-língua, cínico e malvado, para se "destruir" algumas figuras que o espelho lhes diz que são perfeitas... E essa é que é a graça, que a maioria das mulheres não gosta (das delas).
Visite BLOG UMBIGO, com outras CARICATURAS

***

Desde Fevereiro de 2008, e mais de 702
caricaturas de quinta categoria...
& + de 254
SEGUIDORES....


Seguidores

Follow by Email

DESCUBRA OUTRAS VÍTIMAS

TRADUTOR

sábado, 17 de junho de 2017

CASSIO PENTEADO

Apesar de ter sido cometida em 2014, portanto há três anos atrás, não constava, na busca, do Vítima da Quinta.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Roberto Klotz

Roberto Klotz


Para Eduardo Penteado Lunardelli,
Nesta semana, por três vezes, a palavra caricatura se apresentou.
A primeira foi para justificar um termo criticado que eu utilizei num texto. Expliquei que às vezes para ressaltar alguma qualidade ou defeito, precisamos caricaturizar. Se eu dissesse que a palavra era uma figura de linguagem chamada hipérbole, conforme Aurélio: “Modo de se expressar engrandecendo ou diminuindo certos fatos de maneira muito acentuada” — corretamente me chamariam literato pedante.
A segunda vez foi na sexta à noite em que havia um painel na parede do barzinho com uma série de retratos. Discutimos se aquilo eram retratos ruins ou caricaturas mal feitas.
A terceira foi quando recebi uma mensagem com uma caricatura.
Eu me reconheci. Sou eu.
Caraca sou eu!
Em seguida li que Eça de Queirós escreveu alguma coisa parecida com: “A caricatura é o meio mais poderoso de desacreditar alguém. É o mais rude castigo que se pode infligir à sua injustiça e à sua baixeza. A caricatura faz mais que torná-los odiosos, torna-os desprezíveis.” Depois dessa leitura entendi a ameaçadora mão em volta do meu pescoço na caricatura. Por favor, Eduardo Penteado Lunardelli, me perdoe.
Você foi gentilíssimo por enviar 7 livros da sua autoria e eu retribuir com apenas 1 da minha autoria. Todos os brasileiros sabem que 7 a 1 é muita humilhação. É muito desgosto.
Você é brilhante e um gentleman. Jamais cometaria uma indelicadeza.
Brincadeiras à parte, amei a caricatura e ao contrário do que Eça escreveu, senti-me honrado com a homenagem.
Receba meu abraço apertado.
Klotz
13/06/2017

Gleisi Hoffmann

Gleisi Hoffmann

ÚLTIMAS 25 VÍTIMAS

Arquivo do blog

O PODER DA CARICATURA

A caricatura é o meio mais poderoso de desacreditar, no espírito do povo, os maus governos. É o mais rude castigo que se pode inflingir à sua injustiça e à sua baixeza. A caricatura faz mais que torná-los odiosos, torna-os desprezíveis: assim veja-se como a temem e como a vigiam. Nada que os comediantes da cena política tanto temam como o lápis da caricatura... Podem dizer às vezes que os seus admiráveis desenhos deram insónias aos homens de estado...Eça de Queiróslink
..."A falta de senso de humor é o último sinal de decadência de uma civilização. Um povo que não ri está a um passo do fim. É, o fim está BEM próximo."
BRANCO LEONE

"Caricaturar, caro Edu,
Não é crime tão atroz
Tal é a cumplicidade
Entre vítima e algoz."
PAULO SETUBAL


byTONHO disse...



O JC merece um "es-quar-te-ja-men-to"
lento e detalhado,
de frente, de dentro e de lado,
no teu traçado
meu caro Eduardo!


Abração!
:)

18 de fevereiro de 2011

José Carlos Brandão deixou um novo comentário sobre a sua postagem "161ª VÍTIMA DA QUINTA":

Nunca sou quem sou,
meu caro Eduardo,
se me olho no espelho,
mas em teus traços ardo
como no deserto um cardo.

Eu que sempre fui réu
e vítima do mundo,
me consolo no espelho
do teu desenho fiel
e infiel como a vida.

Um abraço amigo
da vítima da quinta.

Postado por José Carlos Brandão
31/03/2011


Quem sou eu

Minha foto
e-mail:eduardo.cimitan@gmail.com

Site Meter